Aconteceu (06 à 09.10.2018), por Fernando Lopes | Jockey Club Brasileiro

Aconteceu (06 à 09.10.2018), por Fernando Lopes

Aconteceu… 

SÁBADO (06.10.2018) 

reuniao 06102018 (1)Guri Carioca saiu pela linha um, mas não tomou a ponta, pois Avá Canoeiro fez questão pela linha seis sete. O favorito Gol Na Certa largou com atraso. Na reta, com caminho livre pela linha um, Guri Carioca assumiu francamente a primeira colocação. Aberto, Gol Na Certa progrediu e deu fila de que poderia brigar pela vitória. Ledo engano, pois Wesley da Silva Cardoso acionou Guri Carioca e o defensor do Stud Pedudu correspondeu plenamente, abrindo vantagem, em êxito firme. Gol Na Certa formou a dupla. Apresentação de Oberdan Silva Pereira para o primeiro colocado.

reuniao 06102018 (12)Uma das boas indicações do dia, correndo só contra as fêmeas, Kodiak Liz não deu susto. Largando na quarta colocação, a potranca do Haras Praça XV no começo da variante passou de golpe para segundo, no encalço da ponteira Giornata Bella. Acionada por Marcelo Almeida, Kodiak Liz dominou a ponteira e rumou célere para o espelho, sem susto. Treinamento nota 10, como de hábito, para Edson Ricardo. Apprezzata veio de longe para tomar o segundo posto de Giornata Bella nos últimos pulos.

reuniao 06102018 (17)Field Trip conseguiu a terceira vitória em igual número de saídas com o fácil triunfo na Prova Especial Santarém. A carreira, uma homenagem do JCB a um dos grandes cavalos da família Paula Machado, foi realizada em 1.000 metros, pista de grama pesada, e um dos destaques da reunião deste sábado06 de outubro, no Hipódromo da Gávea.

Na hora da verdade, com Valdinei Gil olhando para trás e procurando as adverssárias, Field Trip apresentou-se com excelente ação pelo meio de raia. Adaga do Rei resistiu o quanto pode, porém, o poderio locomotor da égua de Julio Bozano é admirável. Ajustada por seu piloto, Field Trip tomou conta da situação e abriu luz para o espelho, em mais um êxito convincente em sua curta e impecável campanha. Atropelando aberta, Middle Fast ficou com a segunda colocação, em ótima performance. Luanda Light, Flacka e Adaga do Rei completaram o marcador.

reuniao 06102018 (32)Trazida do CT Araras em forma estupenda por Christiano Oliveira, Field Trip é uma 4 anos, filha de Put It Back Special Class, por Wild Event, de criação e propriedade para o Haras Santa Maria de Araras. Na sua terceira vitória, em três apresentações, Field Trip passou o quilômetro em 56s69.

reuniao 06102018 (35)Mostrando fôlego em dia e contando com inspirada direção de Carlos Lavor, Quiron superou Bom Gosto na maratona do Clássico Derby Club (L.). A prova, a VI Etapa da Taça Quati, em 3.000 metros, pista de grama pesada, foi uma das atrações da reunião deste sábado, 06 de outubro, no Jockey Club Brasileiro.

Em plena reta final, Quiron surgiu com excelente ação, trazendo Bom Gosto “na sua cola”. O jóquei de Bom Gosto vinha muito mais fácil e o defensor do Stud Pixote passou por Quiron e chegou a dar pinta de que poderia ser om primeiro. Então, entrou em cena a genialidade de Carlos Lavor. Trocando o chicote de mão e usando todos os recursos, o experiente e consagrado profissional fez Quiron reacionar, reassumira a ponta e vencer belíssima carreira. A comemoração do piloto no espelho deu bem o tom da emoção da vitória. Bom Gosto fez ótimo segundo indo na distância pela primeira vez. Enólogo não mostrou o tropel habitual e terminou no terceiro posto. Guaruçá e Fala Camarada completaram o marcador.

reuniao 06102018 (57)Apresentado sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés), Quiron é um 4 anos, filho de Public Purse e Valleyview, por Wild Event, criado pelo Stud Eternamente Rio e defensor das sedas da parceria Quintella & Genovesi, de Antonio Landim Meirelles Quintella e Nilson Genovesi. Na sua terceira vitória, a primeira na esfera nobre, Quiron parou os cronômetros em 3min06s69.

reuniao 06102018 (62)Melhorando a cada apresentação e com uma prova de G1 (GP Margarida Polak Lara – Taça de Prata) em seu turf-record, com apenas cinco apresentações, prova inequívoca do seu poderio locomotor, Touriga, contando com perfeita condução de Jorge Ricardo (mui justamente aplaudido de pé pelos presentes ao prado), levou o Grande Prêmio Carlos Gilberto e Carlos Telles da Rocha Faria (G2) e consolidou-se na liderança da Geração 2015 entre as potrancas. A carreira, uma das atrações da excelente reunião de sábado06 de outubro, no Hipódromo da Gávea, foi disputada em 2.000 metros, pista de grama pesada.

Na reta decisiva, Lisboeta entrou apertando o cerco sobre Grandeza. Arrancada pra fora por Jorge Ricardo, Touriga embalou com disposição. Na tocada certeira do recordista mundial, Touriga mostrou valentia e categoria para passar por Lisboeta e Grandeza e vencer belíssima carreira. Jorge Ricardo comemorou efusivamente. Grandeza fez excelente segundo com Lisboeta agarrada em terceiro. Surprising e Ray Grass fecharam o placar.

reuniao 06102018 (82)Em mais uma conquista sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés), Touriga é uma 3 anos, filha de Put It Back e Just Perfect, por Nugget Point, criada por Fazenda Mondesir e defensora do Haras Dilema. Na sua terceira vitória, em cinco saídas, a segunda na esfera nobre, Touriga passou os dois quilômetros, em 2min06s68.

reuniao 06102018 (89)Potro de extrema categoria e melhorando a cada performance, Lamartine confirmou de forma incontestável a liderança da Geração 2015 com um triunfo fácil no Grande Prêmio Linneo de Paula Machado (G1) – Grande Criterium, ultima carreira de graduação máxima do calendário carioca em 2018. A carreira, uma celebração do JCB a um dos baluartes do turfe nacional, foi realizada em 2.000 metros, pista de grama pesada e uma das atrações da reunião deste sábado06 de outubro, no Hipódromo da Gávea.

reuniao 06102018 (108)De criação e propriedade do Stud Eternamente Rio, Lamartine é mais um grandíssimo animal a correr na vencedora farda de Luis Felipe Brandão dos Santos, sempre criando pouco e com qualidade. Agora, Lamartine pode defender a criação nacional na maior prova do turfe sul-americano, o GP Carlos Pellegrini (G1), na Argentina, em dezembro. Carlos Lavor e Luiz Esteves têm feito parceria de enorme sucesso e brilhou em mais uma oportunidade no prado carioca.

Na carreira, Lamartine acompanhou na quarta colocação, atrás apenas de Taksim, Garbo Talks e Trem Bala. No momento da decisão, acionado por Lavor, Lamartine engrenou forte pelo meio de raia. Taksim tentou resistir e mostrou valentia. Porém, Lamartine é potro de exceção e passou pelo rival. George Washington embalou pelo mesmo trilho de Lamartine e tomou a segunda colocação. Tentou descontar sobre o ponteiro, mas Lamartine tinha sobras e impôs-se com autoridade. George Washington formou a dupla, enquanto Taksim, Olympic Impact e Danish Flyer completaram o marcador remunerado.

reuniao 06102018 (117)Treinado por Luiz Esteves, Lamartine é um 3 anos, filho de Shanghai Bobby e Dica, por Ghadeer, de criação e propriedade para o modelar Stud Eternamente Rio. Na sua terceira conquista, em cinco saídas, a segunda nobre e ambas de G1, Lamartine assinalou para a distância 2min03s35.

reuniao 06102018 (120)Retrospecto da competição com a troca de raia, mesmo fazendo muitas manhas, Ghandini embalou pelo meio da encharcada pista de areia do Hipódromo da Gávea para deixar o perdedor em bom estilo. Leandro Henrique esteve impecável na direção do animal do Haras Sweet Carol, treinado por Adélcio Menegolo. Gardian, afastado, formou a dupla.

reuniao 06102018 (124)Let It Roll estava comentadíssima nos bastidores e não bateu na trave. Largou fazendo questão da dianteira, assumiu a primeira colocação e não deu impressão de perder em parte alguma do percurso. Leandro Henrique foi passageiro e não complicou o triunfo da potranca do Haras Figueira do Lago, preparada por Dulcino Guignoni no CT Vale da Boa Esperança. Liminar ficou com a segunda colocação. Quarta colocada, Mola Mestra mostrou velocidade e não vai demorar a vencer esta eliminatória na areia.

reuniao 06102018 (134)Highlighted mostrou na sua estreia que demorava pouco no perdedor. No seu retorno, a potranca do Haras Santa Rita da Serra deu um galope de saúde, saindo do páreo sem vitória de forma auspiciosa. Controlada por Luan Silva Machado, Highlighted largou e acabou. Porquoi Pas tirou mais um bom segundo em sua campanha. Excelente apresentação de Fabrício Borges na ganhadora.  Apostada, Girl Town não mostrou especialidades em sua estreia na areia. Melhor aguardar seu retorno no gramado.

reuniao 06102018 (5)Quando Acedenir Gulart deu a partida em Lindão, na frente de Mário Sérgio, que vinha quarto de galope, Lindão começou a construir sua vitória. O cavalo do Stud Eternamente Rio passou pelos ponteiros Perverso e Onde-Estás e escorou, de longe, o ataque de Mário Sérgio, que veio para ficar com o segundo posto. Mais uma vez Luiz Esteves mostrou sua técnica na arte de preparar um PSI. Porto Pedra andou estorvado na grande curva e não mais recuperou-se.

DOMINGO (07.10.2018)

reuniao 07102018 (7)Um dos favorecidos com a mudança de pista, Jackson Story mostrou perfeita adaptação ao aumento da distância e conseguiu firme triunfo. Lançado para a ponta por Luan Silva Machado, desde os primeiros metros o potro do Stud Sempre Por Um Triz tinha ao seu lado o favorito Lollipop. Norwegian Warrior e Tanto Riso, parelha de Luis Antônio Ribeiro Pinto, vinha a seguir, com Tuerreda em último. Lollipop tentou o bote para cima de Jackson Story, mas o alazão tinha reservas e desvencilhou-se do rival, com sobras. Ótima apresentação do craque Leopoldo José Cury. Tanto Riso tomou o segundo lugar de Lollipop no espelho.

reuniao 07102018 (19)Kope engrenou pelo meio de pista e, favorecida pela briga na frente entre o favorito Prometheus e Serendipty, passou de viagem pelos rivais e emplacou firme triunfo. Direção segura de Maikon Mesquita e treinamento de Daniel Lopes na égua do Haras Nacional. Serendpity formou a dupla.

reuniao 07102018 (31)Em excelente condução de Igor Ribeiro Mendes – a perfeita entrada de reta, passando de quarto para segundo foi essencial para o triunfo -, Red Driver passou por Encanto da Luz (a 2ª) e venceu de forma incontestável. Jairo Borges mandou a defensora do Stud Gata da Serra à pista em forma espetacular. Soledade chegou agarrada às duas primeiras. Favorita, Kosher largou mal, tentou recuperar-se no percurso, mas esmoreceu por completo, finalizando num apagado quinto lugar.

reuniao 07102018 (38)Eccedente arrumou ótimo espaço entre Certidão e Fiel Depositário, tomou conta da situação e passou na frente com sobras na parceria. Leandro Henrique foi impecável na direção do cavalo do Stud Vida Boa, apresentado com perfeição por José Ferreira dos Reis. Aberto, Gauguin, não escolhendo pista para correr bem, formou a dupla.

reuniao 07102018 (51)Favorecida pela ótima escala de pesos (50kg – 58kg), por ser a mais veloz do lote e saindo pela linha um, Desejada Dream emplacou um de bandeira a bandeira o melhor, de forma esmagadora. Jamais foi ameaçado o êxito da égua do Stud Tetê e Beto, treinada com a categoria de sempre pela fera Roberto Morgado Jr. Em mais uma ótima oportunidade, Igor Ribeiro Mendes mostrou porque merece mais e melhores chances. Desejada Poty formou a exata.

reuniao 07102018 (66)Mais ligeiro do lote, Hunter pulou na frente de seus rivais. Obscéne vinha na segunda colocação, com John Galliano, Leicester e Louco Por Ela muito próximos. Na reta, John Galliano engrenou, veio dar caça ao ponteiro e chegou a emparelhar. Valente, na tocada de Henderson Fernandes, Hunter reacionou e veio trazendo o rival de canto chorado até o espelho. Fabio Alexandro (2º Gerente de Jaime Moniz Barreto de Aragão) foi o responsável pela apresentação do castanho filho de Nedawi e de propriedade para o Stud Everest.

reuniao 07102018 (70)Isogai não fez questão da dianteira e acompanhava na terceira colocação o ritmo movido pelo estreante Gulliver e por Gaveau. Na reta, quando os rivais começaram a diminuir, tocado e empurrado por Leandro Henrique, Isogai engrenou, pegou a primeira colocação e veio até o espelho na frente, em vitória firme. Treinamento de Leopoldo José Cury no cavalo do querido Marcelo Marcarian Cristófaro.

reuniao 07102018 (88)Sempre pela linha um, Lovely Nati contou com esperta condução de Muriel Silva Machado para ser a primeira colocada. Na entrada da reta, o piloto forçou e conseguiu passagem por dentro de Jacobina e Irreverente Acteon para assumir o segundo lugar e vir atrás da ponteira La Mano Nera. Embalada, a defensora do Haras Nacional pegou o primeiro lugar e logo Fernandinha apresentou-se com excelente ação. As duas brigaram, porém Lovely Nati desprendeu-se da adversária e conseguiu a primeira conquista de sua campanha. A favorita Elusive Gift veio de longe para ser a terceira, porém sem jamais dar pinta de brigar pela vitória. Apresentação irretocável de Roberto Morgado Neto.

SEGUNDA-FEIRA (08.10.2018)

reuniao08102018 (7)Natural Champion deu uma trabalheira para Valdinei Gil, mas conseguiu confirmar o favoritismo na abertura da noturna de segunda-feira no Hipódromo da Gávea. O cavalo da Coudelaria Jéssica pulou com pequeno atraso e posicionou-se na quinta colocação, à frente somente de Remido, outro que saiu devagar. Na frente Xaveco Corunilha ditava o ritmo com Lion King, Lorenzo e Matheus Julio em seu encalço. No momento decisivo, quando Lion King e Lorenzo partiram para cima do ponteiro, Natural Champion foi posicionado por fora de todos e embalou. Todavia, sempre se atirando muito para dentro, obrigou seu piloto a corrigi-lo durante todo o tempo para poder livrar mínima vantagem sobre Lion King, que ficou com a segunda colocação. Treinamento do ganhador para Julio Cezar Sampaio.

reuniao08102018 (16)Após vencer um claiming contra animais mais velhos e mais vitoriosos, How Train voltou na sua turma e não tomou conhecimento da parceirada, ganhando praticamente de ponta a ponta. Largando ligeiro pela linha três e fazendo questão absoluta da dianteira, How Train não deixou a voluntariosa Isla Vista lhe cobrir e pegar a cerca interna como referência. Disparando e quase subindo nas patas das adversárias, Luigi Bros pegou por 20, 30 metros a frente de How Train, mas conseguiu ser amansado por seu piloto. Na reta, quando Isla Vista e o favorito First Run partiram para cima de How Train, a égua do Haras Cima tinha reservas e desvencilhou-se para vencer bela carreira. First Run passou por Isla Vista no espelho para formar a dupla. Direção do líder Bruno Queiroz e preparo de Adelcio Menegolo.

reuniao-07102018-77Descendo para o claiming e mostrando adaptação à areia pesada, Ultrassom conheceu o winners circle do Hipódromo da Gávea. Freedom’s Chrome, Maestro do Agreste, Ultrassom e Lago Ness brigaram praticamente emnparelhados pela primeira colocação. Freedom’s Chrome foi o primeiro a cansar. Ultrassom tinha mais ação que seus rivais e não encontrou problema em galopar até o espelho. Leon de Lyon entrou na reta empurrado, mas embalou aberto para formara dupla. Luiz Esteves e Luan Silva Machado estiveram perfeitos em suas funções para o potro do Stud Chreem.

reuniao08102018 (24)Sem escolher pista para correr bem, Desejado Messange agora venceu na pista de areia. Largando veloz, o defensor do Stud Alvarenga neste fato saiu em vantagem, uma vez que seus “aparentes” dois maiores adversários, Heart Crafty e Tom Maior, largaram com atraso. Com Take Me To Church e Heart Crafty em seu encalço, Desejado Messange mostrava o caminho aos rivais. No momento da decisão, quando Heart Crafty e Take Me To Church vieram para a briga, Desejado Messange tinha em seu dors o fato de desequilíbrio: Leandro Henrique. O piloto pernambucano mostrou toda sua energia e trouxe Desejado Messange, treinado por Julio Cezar Sampaio, na frente até o disco. Heart Crafty ficou com o segundo posto.

reuniao08102018 (36)Valendo-se do peso pluma e da boa condução, mesmo forçando turma, Wach, o mais velho do lote, levou a melhor na quarta carreira da programação carioca. Fazendo o percurso sempre pelo interno da raia, Wach foi tirada para o meio de raia nos 300 metros decisivos e veio atropelando junto com a favorita Friendly Blue. Machiavell resistiu o quanto pode na primeira colocação, mas as de fora traziam mais disposição. Wach dominou e no rigor de Marcelo Almeida não se deixou ultrapassar por Friendly Blue, a segunda colocada. Treinamento de Edson Celento dos Reis na defensora da Coudelaria Mont Blanc 2009.

reuniao08102018 (46)Mostrando que aos poucos o bom treinador Dendico Garcia Jr. vai se “reencontrando” com a pista da Gávea, mais uma vitória dos animais do Haras Uberlândia. Magnetic Eyes atropelou com disposição para superar a favorita Lily Valley e Grazina, esta a responsável pelo train da carreira e que deu muita fila de vitória durante toda reta. Direção no capricho de Wesley da Silva Cardoso, voando. 

reuniao08102018 (48)Carmine é mais uma que não tem escolhido raia para correr bem e passar na frente. Após fácil triunfo no gramado, a defensora do Alazão Stables, do amigo Lucio Port, resistiu bravamente ao tropel da favorita Jolie Mabi e chegou ao espelho com focinho de vantagem para a poderosa rival. Direção enérgica e precisa de Marcelo Gonçalves, na alazã mantida em forma soberba por Fabrício Borges.

reuniao08102018 (56)De Lasix e novamente no claiming, Ébonitaébonita não teve muitos problemas em levar para a foto da vitoriosa a bonita farda do Stud Versiani, do Dr. Tarcisio Versiani, que vibrou intensamente em Belo Horizonte. Gabriel Martins esteve perfeito na direção da égua mantida em boa forma por Fabrício Borges. Renania’s Moon ficou com o segundo lugar. Keep Star ficou longe na primeira parte do percurso e ainda finalizou em terceiro.

reuniao08102018 (68)À vontade com a troca de pista, Amigo Purse veio alcançar Audaz no último suspiro, em ótima condução de Adílton Marques da Silva. O cavalo de Victor de Mello Gomes, treinado por Leonardo José dos Reis, veio progredindo aberto e somente conseguiu vencer Audaz porque seu piloto jamais desistiu da carreira. Reaparecendo, o favorito Faro Certo não correspondeu. A extensa ocorrência do Serviço de Veterinária do JCB elucida a fraca performance do cavalo do Stud Verde.

reuniao08102018 (72)Carreira acidentada antes do seu desenrolar. Bruno Queiroz sentiu uma contusão no ombro e foi substituído por Carlos Lavor na direção de Lei da Selva, que não queria chegar até os boxes de forma alguma. No alinhamento, La Belle Dame virou 180º graus e saiu por baixo da porta de trás, sendo derrotada. Na prova, domínio total das potrancas treinadas por Ronaldo Marins Lima. Good Victory ponteou com três, quatro corpos de vantagem para o lote. Quando começou a cansar, a favorita Get A Life veio com disposição para dominar a situação e passar na frente. Condução tranquila de Henderson Fernandes na defensora do Stud Jequitibá de Bacaxá.

TERÇA-FEIRA (09.10.2018)

reuniao 09102018 (4)Gratificante finalmente confirmou o esperado e, após duas fracas atuações, muito apostadas em ambas, conseguiu seu primeiro êxito na Gávea. Fácil não foi, mas Carlos Lavor exibiu toda sua técnica e preparo físico para levar ao disco a égua do Haras Cifra, treinada por Luiz Esteves. Longe de Mim pulou na frente, mas Gratificante, exigida por seu piloto, fez questão máxima da dianteira e o jóquei de Longe de Mim recolheu, ficando em segundo. Na reta, Longe de Mim deu pinta de que passaria pela rival, mas Lavor “desceu a biblioteca” e Gratificante passou na frente. Longe de Mim foi a segunda e Condessa D’Ita a terceira.

reuniao 09102018 (12)Confirmando a ótima estreia, Hacedor largou e apagou a vela, numa das mais fáceis vitórias na semana. O potro do Haras Santa Rita da Serra saiu na frente, galopou sem ser incomodado e na hora da verdade só aumentou sua vantagem. Entrosamento da dupla Marcelo Gonçalves e Fabrício Borges segue dos melhores. Hayden formou a dupla com Rainha do Paquetá em terceiro. O quarto, Alchimiste, sobrou na largada e, na volta, sua chance, nessa chamada, é grande.

reuniao 09102018 (18)Esplendor decidiu a questão na partida, quando pulou dois corpos na frente do lote. Twenty Seven, outro ligeiro do páreo, saiu devagar dos boxes. Com dois, três corpos na frente de Twenty Seven, que embalou logo após a largada ruim, Esplendor ditava ritmo forte para a competição. Na reta, quando se esperava o esmorecimento de Espelendor, o alazão do Stud do Barone abriu mais vantagem na frente, dando um verdadeiro vareio na parceirada. Ótima direção de Francisco Chaves e preparo impecável de Roberto Soares da Silva. Corbusier e Principe D’Anafer vieram de longe e sem muita ação para chegarem depois do ganhador.

reuniao 09102018 (34)Jeronimo veio pegar o ligeiro Jokemaster nos metros decisivos para conquistar sua 11ª vitória no Hipódromo da Gávea. Jokemaster quebrou Power On e parecia que conseguiria resistir a Jeronimo, que vinha muito fácil na quarta colocação, na parte inicial do percurso. Exigido por Marcelo Gonçalves, Jeronimo engrenou e dominou o poderoso rival nos últimos 50 metros. Marcelo Gonçalves esbanjou perícia no dorso do animal de André Luiz Dumortout de Mendonça, treinado na Gávea por Cristina Resende. Questor Maximus tentou correr mais próximo, mas por forçar demais na reta oposta, já entrou batido no momento de decisão.

reuniao 09102018 (42)Numa jornada em que correr na frente estava se mostrando uma boa estratégia, Jeca do Mato pulou primeiro, porém Maravilha Negra forçou demais para assumir a dianteira. Valdinei Gil deu uma alça em seu pilotado e ficou na segunda colocação. Entrando na reta, Jeca do Mato ultrapassou a ponteira sem luta e manteve-se na frente até o disco, sem grandes sustos. Preparo de Roberto Soares Silva no cavalo do Stud Rancho Palumar. Na dupla dos preferidos das apostas, segundo para Daraoun. Em boa performance, Homeopata foi a terceira.

reuniao 09102018 (55)Despencando para o claiming, Mac Bol ganhou como quis dos seus adversários, mostrando que essa não é sua enturmação. Luan Silva Machado esteve sereno no dorso do ganhador, muito bem preparado por Tulio Penelas. Quase que a dobrada de Jorge Olympio Teixeira dos Santos vingou. Todavia, nos últimos pulos, Uno Kodiak veio superar El Poker.

reuniao 09102018 (57)Se na última Lady Aguia deixou cobrir-se por Isla Vista e a vitória não veio. Nesta prova, a defensora do Stud Eternamente Rio já saiu com dois e três corpos na frente do lote. No momento da decisão, tocada por Bruno Queiroz, Lady Aguia abriu luz sobre os adversários, ganhando fácil. Com essa conquista, Luiz Esteves assumiu a liderança isolada da estatística de treinadores. Egmont, com Carlos Lavor substituindo Wesley da Silva Cardoso, atropelou aberto para ser o segundo, sem incomodar a ganhadora.

A vitória de Energia Honest lembrou as de King Quiriê, um tordilho que usava uma farda com as mesmas cores de Roberto Waldemir Gomes da Costa, o azul e ouro do Haras São Bartholomeu do Alto. King Quiriê gostava de correr longe, mas longe mesmo, pouco a frente da ambulância, e na reta final atropelava aberto, em geral com Marcos Mazini “up”. Energia Honest lembrou demais o cavalo treinado por Jonas Salviano Guerra. Na reta final, Energia Honest entrou pelo menos oito corpos atrás de Emix Wild, o penúltimo. Enquanto Kim Boy lutava com Big Bull e Far Niente pela primeira, Energia Honest ainda era o último, cinco corpos afastado dos adversários. A duzentos do vencedor, os da frente se arrastavam. Energia Honest, além do meio de pista, vinha ambalado e passou um a um dos adversários e ainda chegou ao disco com 2 ¼ corpos de vantagem sobre Eroina Clara. Frieza do aprendiz Maikon Mesquita no dorso do alazão trazido de São Paulo, tinindo, por Alexandre Garcia. Vitória de cinema!

reuniao 09102018 (80)Francisco Chaves que já havia vencido de ponta a ponta com Esplendor, repetiu a dose com Liquore. Tirando o cavalo de Tiago de Ataides Pinto veloz dos boxes, o jóquei cearense abreviou o caminho do triunfo para o pupilo de Breno Piovesan. Na hora do vamos ver, mesmo ameaçado por Zilla, Liquore ainda teve patas para manter a ponta e passar na frente. Favorito, First Of Fight jamais deu impressão de vir lutar pelo primeiro posto, finalizando em penúltimo lugar num lote de nove competidores.

por Fernando Lopes – fotos: Sylvio Rondinelli 

Gostou da notícia? Compartilhe!