Aconteceu (04 à 07.08.2018), por Fernando Lopes | Jockey Club Brasileiro

Aconteceu (04 à 07.08.2018), por Fernando Lopes

Aconteceu…

SÁBADO (04.08.2018)

reuniao04072018 (5)Numa prova com quatro forfaits e apenas três concorrentes, Odessa não teve dificuldades em deixar o perdedor. Competidora de retrospecto mais consistente entre as restantes, a defensora do Stud Gulfstream largou na ponta, não foi incomodada e cruzou o disco na primeira colocação. Direção de Henderson Fernandes e treinamento de Dulcino Guignoni para a primeira colocada. Grande Nuit e Gabiroba da Mata chegaram depois.

reuniao04072018 (9)Excelente corredor na pista encharcada e dono de ótimos resultados após especializado no tiro curto por seus responsáveis, Essential Lord atropelou com força para dominar a Copa ABCPCC Velocidade – Mario Belmonte Moglia (G3). A carreira, uma das atrações da reunião deste sábado, 04 de agosto, a primeira do Festival dos Criadores 2018 no Hipódromo da Gávea, homenageia o saudoso fundador do Haras Fronteira e foi realizada em 1.000 metros, pista de grama pesada.

Em plena reta final, Schweinsteiger entrou a reta na frente e manteve-se colado à cerca interna. Sem ser incomodado, o defensor do Haras Rio Iguassu dava fila de que poderia vir até o disco em primeiro. Ledo engano. Acionado por Luan Silva Machado, Essential Lord engrenou pelo centro da pista, passou pelo ponteiro Schweinsteiger e abriu luz para o espelho, em êxito firme. Super Rapha veio de longe para tomar o segundo lugar de Schweinsteiger. Isola di Fiori e Voando Sorrindo chegaram no complemeto do placar. Raj fechou a raia.

reuniao04072018 (32)Apresentado em forma excepcional por Luiz Esteves, sempre brilhante nos grandes eventos, Essential Lord é um 4 anos, filho de Dubai Dust e Queen Brigit, por Roi Normand, de criação e propriedade da parceria do Haras Nacional e Haras Niju. Na sua quinta vitória, a segunda nobre – GP Hipódromo da Gávea (G3), Essential Lord passou o quilômetro em 58s56.

reuniao04072018 (46)Num páreo recheado de animais velozes, prevaleceu a boa fase de Faraoh Nilo. Aktion Glory saiu na frente. Mas logo Faraoh Nilo surgiu para assumir o primeiro posto. Kodiak Liz, Better Watch e Ganhador vinham próximos. Na hora da decisão, Faraoh Nilo veio pela linha seis, sete, resistindo a todos os ataques e vencendo firme. Direção precisa de Acedenir Gulart, no potro preparado por Cláudio Peixoto Almeida e defensor das vitoriosas sedas do Stud Capitão. How Can I Say atropelou para ficar com a segunda posição, deixando Kodiak Liz em terceiro.

reuniao04072018 (60)Segunda colocada na pista, Touriga acabou beneficiada pela desclassificação da parelha do Haras Figueira do Lago para ficar com a vitória no Grande Prêmio Margarida Polak Lara (G1) – Taça de Prata de Potrancas. A prova, a primeira de G1 para as nascidas em 2015 no turfe carioca, foi realizada em 1.600 metros, grama pesada e celebrou uma das maiores entusiastas da atividade na história e uma das fundadoras do Haras Faxina.

Em plena reta final, Touriga, numa grande joqueada de Jorge Ricardo, rapidamente passou da quinta para a segunda colocação e começou a caça à ponteira. Várias competidoras apresentaram-se, entre elas Gaivina, Lisboeta e Little Bad Girl. Touriga passou para primeiro e Little Bad Girl foi colocada por seu piloto pelaq linha uma. Gaivina teve de abrir a mais de meio de raia quando Little Bad Girl veio de gole para dentro. Lisboeta dominou a situação e apesar dos esforços e da excelente performance de Touriga, Lisboeta cruzou o disco em primeiro.

reuniao04072018 (61)Lisboeta venceu e sua companheira Little Bad Girl terminou em quarto. A reclamação partiu do jóquei da terceira colocada (Valdinei Gil), Gaivina, contra o de Little Bad Girl (Vagner Borges). A CC do JCB entendeu por desclassificar Little Bad Girl e, assim, pelo CNC, Lisboeta acabou também desclassificada. Após isso, a ordem do páreo ficou: Touriga, Gaivina, Lisboeta, Little Bad Girl e Ray Grass.

reuniao04072018 (69)Apresentada sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés), Touriga é uma 3 anos, filha de Put It Back e Just Perfect, porNugget Point, criada pela Fazenda Mondesir e defensora do Haras Dilema. Na sua segunda vitória, a primeira nobre e logo de G1, Touriga percorreu a milha em 1min39s71.

reuniao04072018 (81)Um dos bons valores da Geração 2015 e após ótimo quarto lugar no GP Jockey Club Brasileiro (G1), no dia do GP Brasil, Lamartine mostrou categoria para tocar o hino da vitória no GP João Adhemar de Almeida Prado (G1) – Taça de Prata dos Potros. A carreira, realizada em 1.600 metros, pista de grama pesada, faz jus a um dos grandes criadores e proprietários do turfe brasileiro em todos os tempos, foi um dos destaques da jornada deste sábado04 de agosto, no Hipódromo da Gávea, que marca a realização de mais um Festival dos Criadores da ABCPCC.

Na hora da verdade, Garbo Talks entrou absoluto na ponta. Logo Lamartine apresentou-se. Taksim era outro que melhorava. Acionado por Carlos Lavor (um especialista na arte de vencer provas importantes) Lamartine deu o bote decisivo, passou por Garbo Talks e começou a abrir vantagem para o espelho, mostrando um ótimo padrão. Taksim, na insistência de seu piloto, passou por Garbo Talks para formar a dupla. Pimper’s Paradise e Black Cello completaram o placar remunerado.

reuniao04072018 (93)Treinado por Luiz Esteves, Lamartine é um 3 anos, filho de Shanghai Bobby e Dica, por Ghadeer, de criação e propriedade para o modelar Stud Eternamente Rio. Na sua segunda conquista, em quatro saídas, a primeira nobre e de G1, Lamartine assinalou para a milha 1min38s86.

reuniao04072018 (98)Na revanche do GP Brasil, os metros finais pareciam um replay da maior prova do turfe nacional, Arrocha era o ponteiro e Quarteto de Cordas atropelava com ação. Todavia, desta feita, a valentia de Arrocha e a técnica do campeão mundial de vitórias escreveram um final diferente para Arrocha superar  Quarteto de Cordas e levar a melhor na Copa ABCPCC Clássica – Matias Machline (G1).

Na reta decisiva, Arrocha logo recebeu a carga de Olimpo. Porém, o cavalo do Haras São José da Serra não mostrou fôlego para a luta. Então, como num “revival” de 10 de junho, Quarteto de Cordas apareceu forte para brigar pelo triunfo. Parecia que o final da maior prova do turfe nacional iria se repetir. Nada disso. Desta feita, Jorge Ricardo guardou reservas de seu pilotado e Arrocha mostrou a habitual valentia para resistir ao duro ataque do rival e vencer de forma inconteste. Esbanjando regularidade, Quarteto de Cordas fez excelente segundo posto. Olimpo esmoreceu, mas ainda ficou com o terceiro posto. Fantastic Boy e Orange Box fecharam o marcador remunerado da segunda prova de maior dotação do país.

reuniao04072018 (126)Mandado à raia sob a responsabilidade de Paulo César de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés – no seu segundo G1 do dia – Touriga (Haras Dilema) no GP Margarida Polak Lara foi o outro -, Arrocha é um 4 anos, filho de Pounced e Avon Lady, por Signal Tap, de criação e propriedade para o Haras Estrela Nova. Na sua quarta vitória, a terceira nobre, a segunda de G1 (GP Linneo de Paula Machado), Arrocha cobriu os dois quilômetros em 2min07s12.

reuniao04072018 (130)Aproveitando bem a mudança de raia, possui boas corridas em provas já programados para a pista de areia, Golden Wind embalou forte pelo externo da pista para conseguir bonita vitória. Boa direção de Alexandre Correia na potranca de Fernando Fontes Monteiro. Vitória de um proprietário que acredita no trabalho de Leonardo José dos Reis, que obteve com Golden Wind a 700ª vitória de sua carreira. Get A Life saiu das últimas colocações para superar a encabulada Porquoi Pas na luta pelo segundo lugar.

reuniao04072018 (137)Joe Andretti aceitou a briga com Hotel Du Cap nos primeiros metros e os dois abriram boa vantagem sobre o lote. Kapoor corria terceiro esperando a reta para atacar. Entretanto, na reta, Joe Andretti desvencilhou-se de Hotel Du Cap e aumentou sua vantagem sobre os rivais, conquistando firme e fácil êxito. Condução perfeita de Luiz Fernando Henriques no cavalo de Fernando Brown Meira, apresentado em estado alvissareiro por Marcos Ferreira. Coração de Ouro atropelou para “roubar” o segundo de Kapoor.

reuniao04072018 (152)Janguito largou metendo o pé na estrada e deu pouca chance aos adversários na penúltima prova da sabatina de gala na Gávea. Conduzido com perspicácia por Valdinei Gil, o cavalo do Stud Sempre Por Um Triz na hora da verdade só fez distanciar seus adversários. Preparo do ganhador para  Roberto Soares Silva. Isogai e Touro Bravo chegaram a seguir.

reuniao04072018 (153)Numa atropelada longa, em que Leandro Henrique teve de usar todo seu rigor, Joe Jordan alcançou Outro Thunder em cima do espelho para fechar a jornada de sábado no prado fluminense. Outro Thunder deu muita fila de que poderia vir na frente até o espelho, porém o defensor do Stud Winchester 45 mostrou disposição para conseguir o primeiro posto. Treinamento de Bruno Ulloa para o primeiro colocado.

DOMINGO (05.08.2018)

reuniao05082018-5Kassie’s Angel mostrou mais uma vez a diferença abissal da turma para o claiming. Após estreia bastante discreta, a defensora do Stud Eternamente Rio mostrou muito mais desenvoltura nesta parceria e atropelou forte para vencer com sobras. Direção segura de Carlos Lavor na potranca treinada por Luiz Esteves. Garota do Rio deu boa impressão quando dominou a ponteira Guerra Santa, mas não teve como conter o ímpeto da primeira colocada. Guerra Santa fez o train da competição e, mesmo sem ser incomodada, parou sozinha na reta.

reuniao05082018-13Em carreira que o retrospecto ajudava pouco ou quase nada no gramado, na areia então, a prova ficava ainda mais equilibrada. Com isso, por pequena diferença, prevaleceu Alchimiste, animal que só havia atuado no claiming, sobre o estreante Uno Kodiak. Direção enérgica de Henderson Fernandes no potro do Haras El Relincho, apresentado sob a responsabilidade de A. Jesus (2º Gerente de Ivan Jerônimo). O favorito Lago Ness terminou em terceiro.

reuniao05082018 (33)Orion de Naranjos acertou a largada e destruiu seus rivais logo cedo. Imprimindo ritmo forte, o cavalo do Stud Suellen Gloria galopou sem ser importunado e veio até o disco com facilidade na dianteira. Luiz Fernando Henriques (ótimo trabalho da agente e futura mamãe Grazi Loezer) e José Ferreira dos Reis estiveram impecáveis em suas missões para o ganhador. O favorito For Finish, desde a partida, ficou com o segundo posto.

reuniao05082018 (64)A festa do Troféu Mossoró seguiu na tarde de domingo para o Stud São Francisco da Serra e o Haras do Morro, respectivamente, proprietário e criador de Norwegian Warrior. Se no sábado, a farda de Luis Antônio Ribeiro Pinto levou os títulos de Melhor Potranca de 3 anos (Silence Is Gold) e Melhor Arenático (Leão de Prata) e Sinval Domingues Araújo, titular do Haras do Morro, viu seu Quarteto de Cordas ser aclamado o “Animal do Ano”, o domingo serviu para ver Norwegian Warrior conquistar a primeira vitória de sua campanha, em boa condução de Waldomiro Blandi e o preparo sempre impecável de Julio Cezar Sampaio. O belíssimo potro Ghandini perdeu páreo de chorar. Se negando na primeira parte do percurso ao levar areia na cara, o potro do Haras Sweet Carol quando arrancado para fora na reta voou para cima do ganhador, mas o disco chegou antes. Ganha na próxima.

reuniao05082018 (71)Tática de corrida perfeita das éguas do Stud Embalagem. Frida Love saiu quebrando na frente e aniquilou a favorita É Fabulosa. Quando as duas cansaram, a tropa de choque apresentou-se e Fruta Doce apareceu com ação avassaladora para dominar as rivais sob a tocada certeira do “Dragão”, Valdinei Gil. Treinamento de Daniel Lopes para a primeira colocada. La Tour e Barbara Mel vieram junto com a ganhadora e chegaram nas posições seguintes.

reuniao05082018 (80)Gallipolli estreou mostrando credenciais. Mandando na competição desde a largada o potro do Haras Santa Maria de Araras não deu confiança para os adversários e na hora decisiva só fez abrir vantagem sobre o segundo colocado. O Ulloa ficou com a segunda colocação. O favorito Tom Watson perdeu as patas atrás do ponteiro e esmoreceu, terminando em quarto. Valdinei Gil e Christiano Oliveira estão cada dia mais entrosados e brilharam intensamente no triunfo conquistado pelo filho do Melhor Garanhão da temporada 2017/2018, Wild Event.

reuniao05082018 (93)Atropelada insinuante de Reservado, saindo do último lugar para um belíssimo triunfo. Un Pingo fez o ritmo da prova. Capitólio cansou atrás do rival. Quando o favorito Falcon Ruler apresentou-se e deu pinta de que venceria, Reservado apareceu com ação avassaladora além do meio de raia. Na tocada de Leandro Henrique, o animal do Stud Helena Bruzzi Vianna passou de passagem por Falcon Ruler (o segundo) e venceu bem. Mais uma boa apresentação de José Ferreira dos Reis.

reuniao05082018 (105)Favorecido com a troca de raia e um dos mais ligeiros do lote, Power On largou veloz e, aproveitando-se que o voluntarioso Reno foi recolhido para correr de alcance, galopou solto na ponta. Na reta, apesar dos esforços de Anthony Quinn e Reno, na reta desvencilhou-se com facilidade. Valdinei Gil como sempre facilitou a tarefa do primeiro colocado, que pertence ao Stud B.H.C. e tem o preparo de Julio Cezar Sampaio. Selo Achaque e Reno chegaram na sequência.

reuniao05082018 (116)Na sua quarta vitória do dia (todas elas em páreos da Quinexata), Valdinei Gil levou a tordilha Foto Mágica a fácil êxito. A potranca do Haras Santa Maria de Araras vigiou a ponteira Senhora Sonhadora e, apesar de largar pela linha 12, entrou na reta pela linha um e por ali definiu a parada. Preparo excelente de Christiano Oliveira. Senhora Sonhadora, Julia Girl e Lovely Nati finalizaram a seguir. 

SEGUNDA-FEIRA (06.08.2018)

reuniao06082018 (5)Desejado Gipsy gostou da raia molhada. O defensor do Stud Nova República, de Claudio Miragaia, correu perto de Esplendor (Revenger não fez questão primeira posição e o defensor do Stud do Barone pode galopar sem ser incomodado) e na reta dominou o ponteiro, vencendo com autoridade. Boa direção de Maikon Mesquita no cavalo muitíssimo bem apresentado por Daniel Peres. Esplendor, com páreo deveras favorável, fez a dupla. Liberado teve a reta inteira para atropelar, mas finalizou em discreto terceiro.

reuniao06082018 (8)Guaruçá está tinindo e não escolhendo raia para correr bem. Desta feita, numa pista bastante molhada, deu olé na parceirada. Vigiou o ponteiro Joka Tango de perto e no momento da decisão passou por ele de viagem e galopou com desenvoltura até o espelho. O cavalo do Stud Big Feeling contou com excelente condução de Anderson Paiva, sempre eficiente, e treinamento de Jairo Borges. Desejado Outplay formou a dupla, afastado. Céu de Brigadeiro fechou a raia, sem jamais animar.

reuniao06082018 (23)Numa prova em que Machiavell vendeu um mundo de jogo e saiu mandando no páreo, o resultado parecia se desenhar logo após a partida. Ledo engano. Na reta, Machiavell parou sozinho. Friendly Blue, com ótimo percurso, pela cerca interna, passou de quarto para primeiro, e chegou a dar fila de que poderia vencer. Porém, Noticia Ótima engrenou forte e veio passar de viagem pelo ponteiro para conseguir triunfo incontestável e com pule superior a 34/1. Direção de Marcelo B. Souza no cavalo do Stud Acqua Azul, apresentado sob a responsabilidade de K. Jordão (2º Gerente de Mauricio Chaves). Friendly Blue formou a dupla.

reuniao06082018 (28)Um verdadeiro galope de saúde deu Itauba Sarge na sua volta à reta grande. Após duas atuações pela variante, o pupilo de Leonardo José dos Reis, que defende as sedas do Stud Lucas Reis, largou ligeiro, floreou como quis e na reta não deu chance aos adversários. Tranquila e correta direção de André Mendes. Jubilado veio de longe para ficar com o segundo lugar. Favorito, Jokemaster pulou com atraso e terminou em quinto, sem animar.

reuniao06082018 (35)Accero Train nem é um arenático por excelência, mas adorou o train intenso movido pelo veloz Hidetaka e pelo favorito Katinguele. Voluntarioso, Hidetaka saiu na frente e para não deixar o adversário galopar à vontade na dianteira o piloto de Kaxinguele colocou segundo, sempre muito próximo. A tática se mostrou acertada na reta quando Kaxinguele dominou Hidetaka sem muita luta. Porém, o ritmo forte do início cobrou seu preço e Hidetaka engrenou pelo meio de raia para superar o animal do Haras Nacional e vencer bem. O cavalo de Marne de Freitas Gomes, treinado por Daniel Lopes, recebeu inteligente direção de Muriel Silva Machado, que não por nada já montou Hidetaka e também Kaxinguele.

reuniao06082018 (42)Agora na reta grande, O Retorno não bateu no bico. Cerejeira saiu na frente, porém antes da grande curva O Retorno recebeu rédeas de seu piloto e assumiu a vanguarda. Na hora da verdade, mesmo desgarrando bastante, O Retorno conseguiu tranquilo triunfo. Aberta, Vodka Martini formou a exata. Muito apostado, Follow The Boys largou com atraso, correu 10 corpos atrás do penúltimo, ficou sem passagem na reta e ainda terminou quinto, muito próximo ao segundo, terceiro e quarto colocados. O cavalo do Stud Snob conta com a classe de Julio Cezar Sampaio no preparo e recebeu serena condução de Muriel Silva Machado.

reuniao06082018 (52)Cavalo de ótimo padrão e que não fosse seus problemas estaria frequentando com sucesso a esfera nobre, Verdi Giuseppe impôs-se sobre os adversários na abertura do Super Betting. Pif-Paf de Birigui fez o ritmo da competição, mas não teve forças para conter o ímpeto do animal do Haras Tributo À Ópera, muito bem conduzido por Leandro Henrique e apresentado com a competência de sempre por Dulcino Guignoni. Pif-Paf de Birigui ficou com a segunda colocação.

reuniao06082018 (69)De abril para cá, em cinco oportunidades Explosive Street entrou na raia e outra não foi a vencedora. Mantida em forma soberba por Cristina Resende, a alazã de Mauricio Roriz dos Santos acelerou nos metros iniciais, abriu confortável vantagem e, mesmo esmorecendo, ainda cruzou o espelho antes de El Toro Benny e Rainha Judith. Marcelo Gonçalves esbanjou eficiência na condução da vencedora.

reuniao06082018 (76)Na sua turma, Red Squared mostrou valentia e contou com ótimo governo de Ângelo Márcio Souza. O animal de Jorge Celestino Buso deu a partida um pouco antes do favorito Manancial e aí decidiu a questão. Cavalo que demora a embalar, Manancial chegou até a dominar Red Squared, mas não tirou. Na troca de mão, jogo perfeito de rédeas do piloto, Red Squared reacionou por dentro e cruzou o disco na frente de Manancial. Treinamento exemplar do ganhador para José Ferreira dos Reis. Moglin e Bate Um Bolão completaram a Quadrifeta.

TERÇA-FEIRA (07.08.0218)

reuniao07082018 (4)Emperor Of Kicks “gosta” de encontrar alguém para derrota-lo. Sempre preferido nas apostas, o cavalo do Stud Embalagem dominou o páreo com seu piloto olhando para trás. Porém, quando exigido, não mostrou muita coisa e acabou não aparando o tropel de Daraoun, do Haras Deserto, que entrou na reta em quarto e fuzilou. Ótima direção do experiente Antônio Queiroz, que fez enlouquecer a Tribuna dos Profissionais. Treinamento do ganhador para Anderson Figueiredo dos Santos.

reuniao07082018 (17)O ritmo forte da carreira favoreceu por demais o tropel de Jeu D’Amour, que saiu da última posição para emplacar sua segunda vitória no Hipódromo da Gávea. Ótimo percurso e tocada de Adílton Marques da Silva no animal do Stud Tigrão, muito bem mandado à pista por Noé R. Santos. Humor Distorcido e Negro Furioso chegaram segundo e terceiro por diferença mínima do ganhador.

reuniao07082018 (29)Como no primeiro e segundo páreos os ganhadores vieram quase pela cerca externa, já nesta terceira prova todos procuraram abrir na reta. Namíbia entrou na frente, porém a favorita Jolie Angel embalou mais aberta e conseguiu superá-la, na sexta vitória de Valdinei Gil na semana. Treinamento da égua do Stud Star Alliance para o ótimo Renan Marques. Namíbia fez bom segundo. Instigante Lady entrou pelo interno da pista e não confirmou, terminando em quinto. Olho na volta.

reuniao07082018 (41)Um dos grandes favoritos do dia, Alphorn manteve sua invencibilidade, somando agora um triunfo no Tarumã e outro na Gávea. Potro de ótimo poderio locomotor, o defensor do Haras Belmont Ltda. saiu com velocidade dos boxes, “cobriu” o numero um Made In China e colou na cerca. Sempre com dois corpos sobre o lote, Antônio Queiroz nem precisou levar seu conduzido para o externo da raia para impor-se com autoridade sobre os rivais. Mais uma vez a Tribuna dos Profissionais ficou pequena para a torcida do “jóquei mais bonito do Brasil”, segundo as gêmeas Beatriz e Bianca, filhas do casal Queiroz. Apresentação no capricho de Fabricio Adriano de Azevedo. Gasômetro superou Astro da Festa por pequena margem para ser o segundo.

reuniao07082018 (44)Na sua segunda conquista em três saídas, Jane Fonda atropelou bem aberta para pegar a veloz Janauí, que parecia com o páreo ganho, mesmo fazendo o percurso pelo interno da raia. Entretanto, na tocada de Luis Fernando Henriques, a defensora do Stud Taville passou pela ponteira para vencer bem. Mais uma apresentação nota 11 de Renan Marques, o terceiro na estatística de treinadores. Janauí ainda resistiu a Liza Lou para formar a exata.

reuniao07082018 (56)Portella Bull mostrou a conhecida velocidade, mas além de não vir para o externo da raia, a filha de La Bottega parou cedo. Formaggio, que largou com atraso, apresentou-se com pinta de que poderia ser o vencedor. Todavia, engrenado e na tocada de Marcelo Gonçalves, a maior ação era de Retrato de Birigui, que passou um a um dos rivais e sagrou-se vencedor. Excelente apresentação de Cristina Resende no animal do Haras La Querencia Dourada, criado pelo Stud Birigui, do querido Comendador Hélio Biscaro. Formaggio ficou com o segundo posto. Portella Bull deve ganhar essa companhia no gramado…

reuniao07082018 (63)Mais Bela Negra deu um trabalhão para entrar no box, não picou bem, mas em 150 metros já ponteava com folga. Xarada Corunilha e Meia Lua eram as seguintes. A ponteira começou a diminuir o ímpeto e várias competidoras apresentaram-se, mas Xarada Corunilha e Meia Lua eram as mais destacadas e a briga parecia resumir-se às duas. Entretanto, mesmo tendo de ser sofreada ao ficar sem passagem e colocada mais por fora, Homeopata ainda chegou a tempo de suplantar as duas rivais. Boa direção de Mikael Mesquita na égua de treinamento e propriedade para Leopoldo José Cury. Xarada Corunilha e Meia Lua chegaram segundo e terceiro, respectivamente.

reuniao07082018 (72)Frombrauge adora a raia encharcada e deu mais um prova disso dando números finais à semana de turfe no Hipódromo da Gávea. Trazido por Muriel Silva Machado (na vitória de nº400 da sua carreira)bem aberto, o animal do Stud Beto & Fafá dominou seus rivais com folga e passou na frente. Boa apresentação de Jesse James. Apito Sim ficou com o segundo posto e o faturador Desejado Amor com o terceiro.

por Fernando Lopes – fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!